Páginas

24 de novembro de 2012

Famigerada Pirâmide pFister

Quem já fez algum exame de psicotécnico como os testes psicotécnicos do       Detran ou testes para entrevistas de trabalhos possivelmente já “sofreu” com o teste das pirâmides coloridas onde ao candidato são apresentadas algumas pirâmides desenhadas, cada uma com todos os espaços em branco e que o candidato deverá preencher com cartões coloridos, tendo total liberdade para escolher as cores que quiser de entre as disponíveis, e para fazer cada pirâmide da forma que entender (leia-se: fez em desacordo com a análise psicológica se f***), podendo também fazer alterações a cores previamente escolhidas (as cores antigas e novas nestes trocas também serão anotadas pelo avaliador).
O “sofrimento” está em não saber quais as cores certas, se há cores de devem ser usadas em detrimento de outras, se há cores “boas” e cores “más”. Na verdade há cores que devem ser evitadas sob pena do psicólogo interpretar a sua escolha como indicação de tendências depressivas, estrese, irritabilidade fácil, e outras coisas que poderão significar a rejeição para o objetivo pretendido. Se esse objetivo for conseguir a habilitação para conduzir ou um emprego muito desejado as consequências poderão ser desastrosas para o candidato ou pelo menos significar um atraso nos planos de futuro.
Exemplo de três pirâmides terminadas num teste de pirâmides coloridas. As pirâmides poderão também ser definidas como “pirâmides bonitas” ou “pirâmides feias” (cores preferidas x cores rejeitadas).

Dicas Para Passar o Teste das Pirâmides Coloridas no Psicotécnico
Algumas dicas básicas para montar as pirâmides são manter a calma, seguir à risca as instruções do aplicador ou psicólogo (lembrando que todos os testes psicotécnicos apenas podem ser avaliados por um psicólogo qualificado), e em caso de dúvidas no momento de apresentação do teste por parte do examinador procurar esclarecê-las de imediato.

O bom entendimento por parte do candidato das regras do teste e do que tem de fazer é um ponto essencial para a boa conclusão do mesmo, bem como a realização dos testes num ambiente onde o aluno se sinta perfeitamente à vontade e confortável, com boa iluminação da sala, etc. Evite fazer este tipo de testes de “cabeça quente” ou quando tenha alguma preocupação séria no pensamento, ou esteja com raiva de alguém por algo que aconteceu recentemente.

Em relação às cores a usar ou evitar, algumas regras básicas são não fazer toda uma pirâmide de uma só cor, não abusar de determinadas cores como por exemplo preto, vermelho, ou amarelo já que estas cores estão associadas a factores normalmente considerados negativos como depressão por exemplo, usar cores bem variadas, preferir cores claras, evitar repetir padrões como usar sempre as mesmas três ou quatro cores em determinado ponto de cada pirâmide (apenas um exemplo), se você tiver uma cor favorita resista à tentação de abusar dela apenas porque é a sua cor favorita e você quer que todo o mundo saiba disso, e usar cores bem diferentes podendo até usar quase todas as cores disponíveis.

O Que É e Para Que Serve o Teste das Pirâmides Coloridas
Já agora o verdadeiro nome do teste é Teste das pirâmides coloridas de pFister , por vezes chamado teste TPC, mas os psicólogos parecem fazer segredo disto e nunca referem os testes pelos seus nomes reais, e como já deve suspeitar ele é um teste de avaliação de personalidade, tal como o teste do tracinho por exemplo, que é outro dos testes psicotécnicos que mais confusão fazem nas pessoas que não sabem porque têm de desenhar tracinhos numa folha de papel e como isso pode determinar se eles poderão ou não conseguir a habilitação para conduzir.

No caso do testes das pirâmides de cores o foco está mais em elementos de perturbação na personalidade e alguns dos elementos que o psicólogo poderá analisar no teste são o número de cores e tons usados, quais as cores dominantes, organização na colocação das cores (pirâmides ordenadas ou desordenadas), uso das cores primárias, uso ou não de simetria, padrões repetitivos, desenvoltura e comportamento geral do candidato na escolha das cores e desempenho global, tempo para completar o teste, etc.

Também é notado se a pirâmide é começada pelo topo ou pela base e é curioso o detalhe que normalmente pessoas adultas preferem começar cada pirâmide pela base enquanto que crianças preferem começar pelo topo. Na avaliação do resultado dos testes serão usadas fórmulas matemáticas reduzindo assim o factor subjetivo na análise por parte do psicólogo.

Mas não deixe que tudo isto o assuste, afinal é apenas um teste…

Nos cursos de psicologia cada cor tem os seus significados mas isso é apenas a ponta do iceberg, no entanto se pretender saber mais sobre o assunto procure um bom manual ou livro de exames psicotécnicos. Existem também à venda livros de psicologia dedicados inteiramente ao tema das pirâmides coloridas de Max pFister e até kits com as pirâmides para praticar em casa.

13 de novembro de 2012

10 Conselhos Para Sua Banda Sobreviver

Como este que vos escreve já tocou em algumas bandas e hoje toca na Radio Rock como hobby e diversão, resolvi compartilhar as dicas de Duff Mckagan o ex baixista do Guns 'n Roses, para que caso você tenha ou esteja em uma banda, ela 'sobreviva', confira.

Quem já tocou em uma banda sabe que é ótimo tocar com os 'amigos', mas você sempre descobre muito sobre as pessoas quando passa muito tempo na estrada com elas e até mesmo o melhor de seus amigos pode começar a te irritar. Felizmente, Duff Mckagan, que sabe algumas coisas sobre como tocar com algumas personalidades bastante singulares, compartilhou algumas dicas de sobrevivência na estrada em sua coluna mais recente no Seattle Weekly.

Duff disse na introdução de sua lista, "aqui está definitivamente a arte da dança que é estar numa banda. Todo tipo de amolação pode acontecer se os membros da banda não atenderem a uma das questões seguintes. Em contrapartida, é até saudável para a criatividade de uma banda ter um pouco de atrito dentro dela. A liberação da tensão no palco pode ser mágica."

O Guia de Mckagan Para Sobreviver na Turnê de Uma Banda
01. Não seja um idiota, simples assim.

02. Acostume-se a ter pouco ou nenhum espaço pessoal por semana de vez em quando. Um ônibus ou uma van e viajando por aeroportos juntos pode até ser o suficiente, mas adicionando os pequenos quartos de se vestir dos bastidores, as salas de ensaios e o estúdio, você terá a condição ideal para alguém na sua banda explodir.

03. Higiene pessoal. (veja o número 2)

04. Respeite os limites de descanso. Por exemplo, quando alguém fechar as cortinas de seu próprio beliche no ônibus, ninguém deve ser permitido a ir lá incomodar. Nenhum pé no saco, mesmo. Namorados, namoradas, esposas e maridos também estão incluídos.

05. Compartilhe tudo. Roupas, chocolates, drogas, qualquer coisa. Se for "dispensável", é um item "da banda".

06. Abrace a causa. Estar em uma banda é o melhor lugar possível que eu posso imaginar para se tomar a dianteira. Se você deixar algo picado, isso se tornará uma montanha de lama sem sentido em algum momento.

07. Leia livros e se mantenha informado. A conversa pode ficar passada se você não tiver bons assuntos para o grupo. Fofoca e intriga devem ficar longe.

08. Mantenha contato com sua mãe. Sim, por telefone ou por texto, sempre que possível. Isso mantêm a sanidade e deixa a pessoa com o mínimo de direção.

09. Escreva um riff. Continue trazendo novas idéias para sua banda.

10. Não use o banheiro para o número 2 na mesma sala em que alguém está comendo. A menos, claro, se o comedor disser OK. Se nestas circunstâncias o "OK" for concedido, então você tem uma banda que NUNCA vai acabar.

Hoje em dia, Duff Mckagan tem mais controle sobre como as coisas funcionam em uma turnê como membro e líder do LOADED. O baixista também se tornou um colunista muito respeitado do Seattle Weekly. Confira outros de seus  artigos aqui.

7 de novembro de 2012

E o "MSN" vai morrer....

Bom, agora é fato! Se ainda existia alguma dúvida, não há mais: a Microsoft realmente acabará com o Windows Live Messenger, nosso famoso 'MSN' para focar todas as suas forças no Skype. 
O post publicado no blog oficial do Skype decreta a morte do Windows Live Messenger, ainda muito conhecido por aqui pelo seu antigo nome, MSN Messenger, e dá a data (aproximada) do enterro: primeiro semestre de 2013. Haverá, porém, uma exceção: a China. Por lá o 'MSN' continuará a existir. 

No Skype 6.0, a Microsoft incorporou a Conta Microsoft. Isso significa que fazendo login com as credenciais do WLM, o programa conecta as duas e você tem acesso a todos os contatos do em breve extinto aplicativo. 
Basicamente todos os recursos que existiam continuam valendo - bate-papo por texto e áudio, vídeo chamadas - além daqueles que só o Skype tem, como o envio de SMS e as ligações para telefones fixos e celulares (ambos recursos pagos). 
A Microsoft encoraja a migração o quanto antes. A base de usuários do Windows Live Messenger em alguns países ainda é grande e não será fácil convencê-los a migrar para outro programa, ainda mais um totalmente diferente como o Skype. Se mesmo entre usuários mais entendidos não rola aquela empolgação, imagine a panterinha_loira@hotmail.com que ainda usa Windows XP e está bem contente com o seu 'MSN' desatualizado em umas três versões? 

É o fim de uma era. Você já parou para pensar nisso? O MSN/Windows Live Messenger, o destruidor do ICQ e, por muito tempo, o único contato social de muitos de nós via Internet, está prestes a encerrar a sua carreira. 

R.I.P. Messenger.